quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Bike Luz atraiu dezenas de Cicloturistas de 6 Estados do Brasil em 4 dias de uma bela Cicloviagem


Realizado no período de 2 a 5 de julho ao longo da rota de peregrinação do Caminho da Luz, o Caminho do Brasil, o Bike Luz 2017 teve a participação de dezenas de Cicloturistas dos Estados de Minas Gerais, Distrito Federal, São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro e Tocantins. Também contou com a participação de um italiano.


A meteorologia anunciava para o período chuva, vento e frio e, nada disso assustou aos participantes, muito pelo contrário, eles viveram quatro dias de confraternização, solidariedade e companheirismo, aquecidos pelos seus corações e pela amizade estabelecida. Assim sendo, a nona edição do Bike Luz foi atípica e nem a lama, a chuva e a baixa temperatura conseguiram baixar o espírito coletivo e participativo do grupo que contou com participantes com idades que variaram de 27 a 70 anos, tendo todos concluído o percurso repletos de alegria. Não foi preciso ter que “rebocar” ninguém, cada um chegou ao destino com suas próprias pernas e esforço.


Mais do que um evento de cicloturismo, o Bike Luz confirma ano após ano que ainda é possível sonhar com um mundo melhor para todos.

A promoção do Bike Luz foi da Associação Brasileira dos Amigos do Caminho da Luz – ABRALUZ e contou com a parceria da Operadora de Turismos Rastro de Luz, sob a direção de Vitor Hugo.


A equipe de apoio teve como integrantes e/ou participantes Luiz Peixeiro, Wanderson Braz, Evaldo Damique, Rodrigo “Carrara”, Luiz Broa e a esposa Pãozinho, as Diretoras Escolares Tilay Vidigal e Nara Ramos, Dourada Parque Hotel, Marilene da Pousada Cristal, Luciana e Claret e da Elcy do Restaurante Mineiro.


À Operadora de Turismo Rastro de Luz, parceira e apoiadora do Bike Luz coube cuidar das reservas, hospedagens particulares e contratação dos seguros dos participantes.


No dia 2, após tomarem um café da manhã na base da cachoeira de Tombos, os Cicloturistas rumaram para a Igreja Nossa Senhora das Dores, onde depois de assistirem a Missa receberam as bênçãos do padre Elias, iniciando-se assim a viagem de Cicloturismo.


Ao longo do passeio de Cicloturismo os participantes visitaram belas cachoeiras, passaram por diversas reservas ecológicas, fazendas centenárias, Gruta da Pedra Santa, Santuários, alambiques e pela rota sacra paralela ao Caminho da Luz onde visitaram os monumentos esculpidos pelo artista Afonso Barra (in memoriam), em homenagem aos padroeiros de cada cidade, abençoando os mais diversos tipos de peregrinos que percorrem o Caminho da Luz, o Caminho do Brasil.


Os Cicloturistas passaram pelos municípios de Tombos, Pedra Dourada, Faria Lemos, Carangola, Caiana, Espera Feliz, Caparaó e Alto Caparaó e pelas comunidades e distritos de Catuné, Água Santa, Quicé, Pedra Menina, Galileia e Boa vista entre outros.

.

O presidente da ABRALUZ destacou ao final da viagem que “o 
Bike Luz é um evento que visa uma maior integração entre o 
Cicloturista e as comunidades” e que “tem se tornado ano 
após ano uma escola de fraternidade, solidariedade e amizades 
que são construídas ao longo do trajeto”

Os participantes receberam seus certificados de Cicloturistas da 
Luz na porta do Restaurante Mineiro, em Alto Caparaó. 
Além da beleza e encanto de todo o trajeto muitos Cicloturistas 
ao final da rota puderam subir o Pico da Bandeira, a terceira 
maior montanha do Brasil com 2.892 m. e, ao chegarem 
naquele alto, constatarem que “tudo vale a pena quando 
a alma não é pequena”.





















































Até o Bike Luz 2018, se Deus quiser!

3 comentários:

  1. Valeu Maria Angélica!
    Em 2018 te esperamos, se Deus quiser!

    ResponderExcluir
  2. 4 dias com as mais diversas sensações e emoções. Ao final, voltando pra casa, só tenho uma certeza... que tudo valeu a pena. Obrigado à todos que estiveram comigo. Obrigado meu Deus !!!

    ResponderExcluir